quarta-feira, 10 de dezembro de 2008

O que era para ser apenas um comentário

A vida é muito singular. A imensa maioria das pessoas não percebem, mas somos singulares em diversas ocasiões.

Não se espante com a pluralidade de assuntos escritos aqui. A intenção é essa mesmo. Mostrar que na vida de cada um a singularidade ainda é bastante presente. Nos mais variados lugares. Nas mais variadas histórias!

Cada um é singular ao que desperta o interesse. Pensamentos egocêntricos dominam a humanidade e o mais difícil é ter que se conformar com isso.

Felizmente ainda existem pessoas querendo ajudar. Porém, hoje, a solidariedade é secundária e infelizmente o primário é ser singular.

3 comentários:

P. disse...

isso tudo é pra explicar a furada do nome do teu blog?

Mônica Coelho disse...

Pedro, que revolta é essa? hahaha
Ta certo, por mais que muitas coisas sejam comuns a todos nós, cada um reage de uma maneira singular. Por mais que todos sejam igualmente singulares, a singularidade nos torna diferentes. E isso é bom, eu acho.

Raphael. disse...

um filósofo... hahahaha

vc precisa portar mais, camarada ;)